Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Blog

Cyber segurança

Cibersegurança: como o Brasil está em relação ao resto do mundo?

2 de agosto de 2023

O Brasil sofreu mais de 100 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos somente em 2022. Esse dado é um forte indício de o quanto a cibersegurança no país ainda está defasada, apresentando grandes riscos para os usuários. Em relação com outros países, organizações brasileiras se encontram em uma posição desfavorável: o Brasil está entre as 5 nacionalidades com processos mais lentos e desiguais do mundo.

Os dados levantados são do Índice de Defesa Cibernética do MIT (Technology Review Insights). O estudo se propôs a mapear como os países estão empenhados na criação de um ambiente seguro e no fortalecimento de suas defesas cibernéticas. Entenda como está a realidade do Brasil e saiba como aumentar a proteção da sua rede e empresa!

cibersegurança

O que é cibersegurança?

A cibersegurança é um termo para mecanismos que protegem pessoas físicas e empresas contra ataques virtuais, fraudes na internet e qualquer ação hacker. Desse modo, é um conjunto de técnicas e estratégias cibernéticas utilizadas na proteção de sistemas, redes e dispositivos.

A internet sofre diariamente com milhares de tentativas hackers, motivadas por fins financeiros, políticos ou de espionagem – além de outras motivações com menor incidência. A cibersegurança, quando bem empregada em uma organização, protege não só as finanças empresariais como evita o vazamento de dados sigilosos, especialmente de clientes.

Cibersegurança: Brasil tem baixa colocação no G-20

Conforme o estudo de Índice de Defesa Cibernética, depois do Brasil, apenas a Turquia e a Indonésia tiveram classificação tão inferior quando o assunto é cibersegurança. Porém, quais os fatores por trás dessa realidade? A falta de proteção virtual sempre foi uma realidade entre os internautas brasileiros.

Porém, a pandemia do Covid-19 aumentou as interações digitais, principalmente entre o mundo corporativo. Com o home office e uso digital em outros processos de rotina evidenciados, os casos de ameaças virtuais se tornaram ainda mais comuns. As empresas e o governo do G-20 (grupo com ministros de finanças de grandes potencias) continuam investindo tempo e dinheiro para minimizar os problemas de segurança na internet.

O problema é que as tecnologias e engenharia usadas pelos hackers estão cada vez mais eficientes. De qualquer forma, o estudo aponta que, mesmo estando no G-20, o Brasil se encontra na posição 18ª entre os países que mais investem em cibersegurança. Sem as devidas práticas de segurança cibernética, o país encontra dificuldade para acompanhar a grande incidência de ataques e tentativas.

A falta de proteção cibernética é cultural

Por essas razões, é certo afirmar que o Brasil está longe de ser um exemplo de proteção e segurança. O fortalecimento da cibersegurança é feito através do uso de tecnologias preventivas e da conscientização dos usuários. Assim, é essencial que empresas e organizações façam ações educativas e conscientizem os colaboradores sobre links falsos disponíveis na internet.

Comece a mudar a realidade da sua empresa contratando e empregando as ferramentas certas de proteção contra ataques cibernéticos. Soluções de nuvem, de dados e antivírus conseguem prevenir e detectar ameaças e ameaças de forma muito mais ágil. Entre em contato com a Box Tecnologia e entenda como proteger redes e dispositivos.

Compartilhe este artigo: