Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.

Blog

Servidor em nuvem

ERP em desktop: 10 principais desafios

12 de setembro de 2023

Imagem de standret no Freepik

Os sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) são cruciais para a gestão eficaz de empresas de todos os tamanhos e segmentos. No entanto, muitas empresas continuam limitadas a um sistema ERP em desktop, acarretando uma série de desafios. 

Veja, a seguir, quais são esses desafios e como afetam diretamente as operações organizacionais: 

1 – Dependência de Hardware:

O primeiro desafio de um sistema ERP em desktop é depender de uma infraestrutura física. Isso demanda de espaço e maquinário para o devido funcionamento, se tornando um investimento muito caro e complexo.  

2 – Desempenho limitado:

À medida que as empresas crescem, é natural que os sistemas ERP em desktop não acompanhem as demandas das novas cargas de informações. Ou seja, pode levar a lentidão e desempenho limitados, impactando a produtividade empresarial.  

3 – Dificuldade de acesso:

Estar bem-informado a qualquer momento e em qualquer lugar é um fator competitivo crucial para as organizações. No entanto, os sistemas ERP em desktop podem dificultar o acesso de dados e aplicativos de forma remota, prejudicando na eficiência do trabalho empresarial. 

4 – Alto custo:

A manutenção com sistemas ERP em desktop podem ser custosas. Isso porque, depende de máquinas locais e constante manutenção de peças. Sem a possibilidade de prever gastos, é proveniente pesar no orçamento da empresa.  

5 – Dificuldade de integração:

Para fazer a integração com outros aplicativos e sistemas com um sistema ERP em desktop é uma tarefa demorada e complexa. E isso pode resultar em processos de negócios fragmentados e ineficientes.  

6 – Escassez de flexibilidade:

Sistemas ERP em desktop são mais rígidos e difíceis de personalizar, carecendo de flexibilidade para atender às necessidades específicas da empresa. 

7 – Segurança limitada:

A segurança no desktop pode ser menos robusta do que na nuvem, isso porque a nuvem é projetada para proteção contra-ataques altamente sofisticadas. Diferente do desktop que depende das medidas tomadas pelo usuário, podendo expor à empresa a riscos graves.

8 – Falta de escalabilidade:

Acomodar o crescimento da empresa em ambientes físicos pode gerar dificuldade em aumentar ou diminuir a capacidade de armazenamento e recursos conforme a necessidades da empresa, isso também pode levar a mais investimentos em hardware adicionais.  

9 – Problemas de atualizações:

Manter o sistema ERP em desktop atualizado envolve diversas complicações, pois muitas vezes uma parte do sistema depende de atualização para uma versão mais recente, enquanto outros aplicativos no sistema ainda dependem de versões antigas, isso pode resultar em incompatibilidades e levar a erros, além de problemas de segurança e desempenho. 

10 – Recuperação de desastres demorada:

Imagine seu computador pifar ou perder dados que só ele mantém. A recuperação de desastres pode ter uma longa duração quando o sistema ERP é em desktop, prejudicando a continuidade de negócio e consequentemente levando a perda de clientes.  

Embora os sistemas ERP em desktop possam ser adequados para algumas empresas, é importante considerar os desafios que eles apresentam. Migrar para uma solução na nuvem pode oferecer maior flexibilidade, eficiência e segurança, permitindo que as empresas enfrentem esses desafios de forma mais eficaz e se preparem para o futuro.  

Se sua empresa está enfrentando alguns desses desafios, pode ser hora de considerar uma migração para um sistema ERP na nuvem. Fale conosco e veja como começar!  

Compartilhe este artigo: